Tertúlias com Sabor: Viver a Cores, à mesa!

De que forma nos podemos mimar?

Uma pergunta, uma infinidade de respostas!

Mesa, colorida, comida saborosa, ingredientes saudáveis, boa companhia…

Porque uma alimentação sem carne e sem peixe, pode ser rica, equilibrada e apetitosa.

/………../

A beterraba chegou de braço dado com a rúcula e o grão convidou o amigo pepino para um festim inesquecível.

No início a coisa esteve feia, desataram todos a falar ao mesmo tempo. Todos a quererem mostrar os seus benefícios. A algazarra era de tal ordem que obrigou a intervenção musculada do sr. Marcarpone.

A beterraba, rica em antioxidantes, vitaminas, sais minerais, fibras, é versátil e colorida.

A rúcula, de sabor intenso, ligeiramente picante, fortalece o sistema imunitário, regula a diabetes e previne a osteoporose.

Grão-de-bico, previne anemias, combate depressões e combinado com um cereal, é excelente fonte de proteínas.

Pepino, pobre em calorias, rico em água, melhora o trânsito intestinal, é ótimo aliado, nas dietas de emagrecimento. As suas sementes, são ricas em betacaroteno, podendo contribuir para a boa saúde do cabelo, pele e olhos.

/………../

Hoje trago-vos entradas!

Entradas cheias de cor e sabor para a mesa de Natal.

Vamos lá começar, que a época é de grande azáfama.

Tacinhas de beterraba e rúcula

Creme de beterraba

  • Beterraba cozida 1
  • Queijo mascarpone 3 colheres de sopa
  • Natas de soja 2 colheres de sopa
  • Sal e pimenta a gosto

Coloca-se a beterraba no processador. Quando estiver bem triturada, colocam-se os restantes ingredientes, até formar um creme consistente. Retificam-se os temperos. Reserva-se.

Creme de rúcula

  • Folhas de rúcula 1 taça bem cheia
  • Natas de soja batidas 6 colheres
  • Queijo mascarpone 1 colher de sopa
  • Manteiga 1 colher de sopa
  • Raspa de meio limão
  • Sal e pimenta a gosto
  • Tomate cherry e cebolinho picado, para decorar.

Salteiam-se ligeiramente as folhinhas de rúcula na manteiga e colocam-se no processador juntamente com os restantes ingredientes.

Não triturei em demasia. Retificam-se os temperos e temos os cremes prontos.

Usei pequenos copinhos de vidro, onde coloquei em primeiro lugar, o creme de beterraba, de seguida o creme de rúcula e no final, decorei com o cebolinho e o tomate cherry.

Húmus em cama de pepino

  • Pepino, 1 médio
  • Azeite, sal e pimenta a gosto

Lava-se o pepino, retiram-se-lhe as pontas, raspa-se a casca com a ajuda de um grafo, para se formarem pequenos sulcos e corta-se em rodelas grossas. Elimina-se o excesso de água, com a ajuda de uma toalha de papel. Com uma colher de café, retira parcialmente a popa, sem danificar o fundo da rodela e as laterais. Coloca-se um fio de azeite e tempera-se com sal e pimenta.

Para o húmus

  • Grão cozido, 1 frasco
  • Azeite, 2 colheres de sopa
  • Raspa de meio limão
  • Folhinhas frescas de coentros
  • Sementes de sésamo pretas
  • Sal e pimenta a gosto
  • Para decorar
  • Sementes de sésamos pretas
  • Pimentão-doce
  • Pequenos pedaços de tomate maduro
  • Raminhos de salsa

Tritura-se o grão e os coentros. Acrescenta-se a raspa de limão e o azeite gradualmente. No final, mistura-se uma colher de sementes de sésamo e tempera-se a gosto. Está pronto o nosso húmus.

Colocam-se as rodelas de pepino, num prato de servir, preenchem-se generosamente com o húmus.

Nuns coloquei sementes de sésamo pretas e um pedaço de tomate, noutros coloquei pimentão-doce e um raminho de salsa.

A vossa mesa, fica mais colorida… Concordam?

Com estas ideias, podem-se inventar infinitas combinações.

Desfrutam de boa comida e fantástica companhia, vocês merecem.

Bom apetite.
Paula Castanheira

 

Spread the love
  • 4
    Shares