Carla Soares: Os amigos surgem das mais variadas formas

Os amigos surgem das mais variadas formas e há laços irrefutáveis que unem para todo o sempre. Um animal de estimação não é menos amigo e companheiro só porque é de outra espécie. Ao invés, estes amigos são, muitas vezes, o único elo de afecto que resta a muitos humanos.

Quando temos de dizer adeus a um amigo de quatro patas, a perda e o sentimento de tristeza são tão irreparáveis como se se tratasse de um membro da nossa família ou um amigo chegado.

Continuamos a assistir a maus tratos a animais, continuamos a não denunciar casos de animais acorrentados, continuamos a comprar cães e gatos nas lojas de animais em busca de purezas de raça, juventude e outros requisitos mais ou menos fúteis. Continuamos a deixar morrer muitos animais nos canis e nas ruas porque adoptar é um risco.

Intitulo-me “proud mother of a rescued dog”, ou seja, orgulhosa mãe de um cão que foi resgatado de uma situação deplorável.

Hoje, a minha família é mais feliz. Ganhámos um amigo que nos protege, que nos dá amor e afecto e que retribui todos os dias o simples gesto que fizemos: dar-lhe a mão, dar-lhe uma nova oportunidade. Ele não ganhou apenas uma casa e um lar. Ganhou uma família.

Às vezes imagino quando será quando ele não estiver cá. Fico sempre a pensar como seria bom que os cães vivessem mais tempo. Egoísmo meu querê-lo para sempre comigo e que conforto seria tê-lo por perto por toda a minha vida.

Sei que na hora em que ele partir, a minha dor vai ser proporcional aos muitos momentos que passámos a brincar a atirar aquele pau que ele nunca me devolve, às noites que estivemos enroscados no sofá, aos ralhetes que eu lhe dou sempre que ele se quer atirar para o lado de lá do muro para namorar com a cadela da vizinha.

O que importa agora é criar grandes memórias deste amor, tal como guardamos os momentos que vivemos com a nossa família e procurar conforto na certeza de que ele vai continuar a ter uma vida completa e feliz, junto dos “resgatadores” que ganharam muito mais do que alguma vez imaginariam.

Carla Soares

Spread the love
  • 27
    Shares