Escola

Normalmente qualquer pessoa passa 12 anos da sua vida, 5 dias por semana, 8 horas por dia naquilo a que chamamos escola. A escola, o sítio onde aprendemos a maior parte das coisas, onde fazemos memórias, construímos amizades e gastamos maior parte do nosso tempo. Assim, hoje venho falar-vos da importância da escola na vida de um adolescente.

Esta é a nossa segunda casa, quase a primeira depois de tanto tempo que lá passamos. Em média mudamos de escola cerca de 3 a 4 vezes, na mudança de ciclos escolares. Estas mudanças de escola são também mudanças de mundo porque cada nível escolar oferece novidades e características diferentes daquilo que tínhamos experienciado para trás.

Começamos na primária (1º ao 4º ano), este é o nosso paraíso, onde tudo é fácil e a vida resumia-se a contas de mais e menos e a intervalos com lanches. Esta é a nossa base, o primeiro contacto com o mundo estudantil. Estas são as memórias que guardamos nos primórdios da nossa cabeça e aquelas a que queremos voltar nos momentos mais difíceis da nossa vida. Aqui as matérias são muito gerais e temos de tudo, concentrado em apenas 3 ou 4 disciplinas.

A seguir vem a escola básica (5º ao 9º ano) já nos começamos a tornar umas mulherzinhas e uns homenzinhos e tomar consciência dos nossos atos, começamos a ter uma visão mais ampla das oportunidades e do mundo à nossa volta. Temos imensas disciplinas que nos dão noção das opções que podemos tomar para o rumo da nossa vida.

Seguidamente, temos o secundário (10º ao 12º ano), o tão ansiado liceu, aquele que parece uma perfeição em todos os filmes e séries. Aqui começamos a ter de fazer escolhas para o nosso futuro, a área que queremos estudar. Para quem não sabe existem 4 cursos cientifico-humanísticos, línguas e humanidades, ciências e tecnologias, ciências socioeconómicos e artes visuais, existem ainda os cursos profissionais que afunilam e se especializam mais numa determinada área. É nesta parte que queremos começar a descobrir o mundo e a ter aventuras, porque estamos nessa idade, de cometer erros, porque nada é permanente. Esta é a fase de pré-adultos onde começamos a ter pequenas pistas do que nos espera, as disciplinas já começam a ser mais difíceis e sem tantas ajudas. Temos assim um trailer daquilo que vai ser a faculdade.

Finalmente temos a faculdade, atualmente opcional no país em que vivemos. Aqui selecionamos mais concretamente os nossos interesses e aquilo com que nos queremos relacionar no futuro. Eu ainda não cheguei à faculdade portanto não posso ainda emitir uma opinião 100% correta e coerente. Mas por aquilo de que se fala e se vai passando entre grupos de amigos, a faculdade é já uma cidade em desenvolvimento e onde nós temos completa liberdade e auto-disciplina. Já ninguém vai andar atrás de nós a dizer o que fazer ou como fazer e isso é um depósito de confiança que as gerações que nos antecederam depositam em nós, eles acreditam que nesta altura já temos capacidade de decidir por nós próprios e perceber o que é melhor para nós e para o país.

A escola é como todo um mundo à parte, onde os adultos são reconhecidos como estranhos e onde formamos a nossa própria hierarquia e onde cada um tem um papel fundamental e bem definido. Organizamos-nos por grupos de amigos e vamos experimentando aventuras juntos e construindo memórias que ficam para sempre. É uma autêntica sociedade à parte. Chegamos até a ter sociedades rivais, ou seja, rivalidades entre escolas.

Aqui é onde formamos a maior parte da nossa pessoa e da nossa personalidade, de forma a nos encaixarmos em alguma parte daquele gigante órgão que é a sociedade escolar. Ou seja, a escola é um importante fator da nossa forma de ser logo temos de a escolher bem e fazermos o máximo dos máximos para nos sentirmos bem lá, temos de arranjar escapes para superarmos estes 12 anos de forma a não parecerem tanto.

Sara Ferreira

Sê o primeiro dos teus amigos a partilhar esta página!
  • 24
  •  
  •  
  •