Grupos de Jovens

Um grupo de jovens tem várias definições na atualidade, mas a mais comum é um conjunto de jovens, que costuma estar associado a uma paróquia, onde fazem vários tipos de atividades e falam sobre diversos temas ligados a ideais defendidos por essa paróquia. Este é um exemplo, pois cada vez mais começam a existir mais grupos de jovens que não estão ligados a nenhuma paróquia e continuam a fazer as mesmas atividades e a falar sobre temas, mas em geral, sem nenhum ideal em específico pelo qual se guiarem.

Estes grupos de jovens, na minha opinião, são importantíssimos pois são comunidades dinamizadoras de atividades e que ligam os jovens à atualidade e em especial aos outros. Conseguem tirá-los de casa e do stress do estudo e da escola para os meterem a fazer atividades que os ajudam a eles próprios e aos outros.

Quando estes  grupos de jovens estão ligados  a algum tipo de associação ou paróquia, é mais fácil para eles de se integrarem na sociedade envolvente e dinamizarem as suas atividades. Eu já estive nos dois tipos de grupos de jovens, aquele que não está ligado a nada, sem ser à câmara municipal e a um que está ligado a uma paróquia.

No que não está ligado a nenhuma paróquia, somos apenas um grupo de jovens que nos reunimos para organizar algumas atividades que dinamizem a nossa sociedade, como corridas ou caminhadas, como oferecermos-nos para estagiar em alguns estabelecimentos para ganharmos experiência de trabalho, como concertos ou festivais que envolvam toda a comunidade e que os atraia para fora de casa. Criamos clubes de dança e teatro onde organizamos espetáculos para depois apresentarmos. Uma grande diversidade e para todos os gostos.

No que está ligado à paróquia, funciona mais como uma catequese mas mais dinâmica. Somos o grupo dos mais velhos (dentro da faixa etária dos jovens). Em algumas das sessões, que são semanais, reunimo-nos para falar sobre vários aspetos da nossa fé e nas outras organizamos atividades. Por exemplo, nós queremos ir viajar para um aldeia que existe em França onde há retiros para jovens, portanto organizamos eventos para angariarmos fundos e conseguirmos ir. Outras das atividades que fazemos são retiros, tanto para nós, como organizamos para os mais novos, organizamos ou ajudamos na organização de atividades para os mais idosos para os tirarmos de casa e eles não se isolarem do mundo ou vamos ter com eles quando eles não podem vir até nós, entre outras.

Uma das coisas mais incríveis é ainda a diversidade que se observa nestes grupos de jovens. Somos todos muito diferentes, tantos em termos de personalidade como fisicamente, mas aquele propósito interliga-nos a todos e faz-nos unirmos por um único objetivo.

Acho ainda importante referir estes animadores adultos/jovens que esses sim com a sua criatividade conseguem organizar projetos incríveis, às vezes tirando tempo das suas vidas e fazendo sacrifícios para conseguirem organizar tudo e proporcionar aos jovens aventuras e atividades que eles nunca irão esquecer. Portanto a todos eles um enorme obrigado. Se mesmo tu queres ser assim, dinamizador de uma comunidade, começa por reunir um grupo de vários jovens e comecem a planear atividades que integrem toda a vossa comunidade evolvente ou então junta-te a um que já exista.

Eu aconselho imenso a todos os pais/encarregados de educação a inscreverem os jovens que conheçam ou então aconselhem-nos a inscreverem-se em grupos de jovens porque são mesmo uma maneira muito divertida de se envolverem com outras pessoas e a fazerem atividades que nunca vão esquecer.

Sara Ferreira

Sê o primeiro dos teus amigos a partilhar esta página!
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •