SWAN – Uma técnica meditativa

Paisagem de praia com Pôr do SolRecordam-se do texto “Tipos de Yoga” onde falo sobre Nyamas? Nyamas são o segundo ramo do Ashtanga Yoga, e são as nossas orientações pessoais. Hoje vamo-nos focar no princípio Swadhyaya, o auto-estudo. A base para a mudança e para o desenvolvimento de um estilo de vida saudável é construído com Swadhyaya. É um processo em que em primeiro lugar se dá ênfase ao estudo de nós próprios e em segundo lugar ao estudo de literatura, da busca do conhecimento.

Uma ferramenta muito útil para o auto-conhecimento é a meditação SWAN, que foi desenvolvida e desenhada por  Swami Niranjanananda Saraswati. O objectivo principal desta técnica é a da tomada de atenção à forma como nos encontramos através de um processo de observação dos aspectos mais profundos da nossa personalidade.

SWAN é um acrónimo para:

Strenghts = Qualidades

Weaknesses = Defeitos

Ambitions = Ambições

Needs = Necessidades

Strenghts, são as qualidades, habilidades, talentos e características que nos suportam e que nos ajudam a crescer.

Weaknesses, são os atributos ou defeitos da nossa personalidade que podem influenciar o nosso crescimento, como a preguiça, ódio, cíumes. Não devemos sobreavaliar os nossos defeitos, nem ignorá-los, nem devemos permitir que ofusquem as nossas qualidades. Quando reflectirmos sobre  os nossos defeitos, faremos com que a lista de defeitos não seja superior à lista de qualidades.

Ambitions, são as ambições, os desejos que nós temos, os sonhos que temos dentro de nós, o que queremos fazer na vida, que podem estar baseadas em pura fantasia, desejos, poder. Quando reflectirmos sobre  as nossas ambições, faremos com que a lista de ambições não seja superior à lista de necessidades.

Needs, são as nossas necessidades reais, aquelas que consideramos essenciais. As necessidades podem ser físicas, mentais, emocionais, sociais e espirituais.

Depois de se fazer uma auto-análise por todos estes aspectos, é altura de serem feitas algumas questões a nós próprios para ganhar conhecimento da nossa forma de funcionar, e com as respostas obtidas definir alguns objectivos para começarmos a fazer pequenas mudanças na nossa Vida.

Perguntas a fazer, relacionadas com cada um dos aspectos descritos em cima:

  • Strenghts:
    • Como é que eu sei que tenho esta qualidade?
    • Quais as qualidades que fazem parte da minha genética, que são hereditárias e que podem ser usadas como uma boa base para a minha personalidade?
    • Que qualidades são reais e quais são desejos?
    • Que qualidades eu quero desenvolver?
    • Que qualidades eu posso usar para ultrapassar os meus defeitos (Weaknesses) ?
    • Que qualidades posso usar que podem suportar os meus desejos (Ambitions)?
    • Que qualidades suportam os meus objectivos de vida?
  • Weaknesses
    • Que defeitos eu posso transformar em qualidades ou usar de uma forma positiva? Por exemplo, teimosia pode ser vista como persistência e canalizada para trabalho positivo;
    • Que qualidades (Strenghts) posso usar para ultrapassar um defeito específico?
  • Ambitions
    • Diferencia entre o que são desejos e ambições;
    • Diferencia entre o que são ambições e necessidades;
    • Que ambições são práticas e alcançáveis? Eliminar as que são irrealistas, porque podem ser uma perda de tempo e de energia;
    • Observa as tuas ambições. São apropriadas para ti?
    • Olha para as raízes das tuas ambições. Qual a sua origem?
    • Quais as ambições que são realmente intensas? Mantém-nas;
    • Quais as ambições que são expectativas da família ou da sociedade?
    • As ambições mudam de acordo com a idade, circunstância?
  • Needs
    • Diferencia entre a necessidade e o querer. Elimina tudo o que puderes para simplificar a tua vida;
    • Diferencia entre necessidades e ambições. Coloca as necessidades que de facto são ambições na secção Ambitions;
    • Quais são as minhas necessidades reais e quais as que são expectativas de outras pessoas, como a família e a sociedade?
    • Como é que eu posso alimentar uma necessidade específica sem que domine a minha vida?

Vamos aproveitar este período de férias para olharmos para nós, para tomarmos consciência dos aspectos que mais influenciam a nossa vida, aceitarmos como somos e trabalhar a partir desse ponto. Basta para isso pegarem numa folha branca, numa caneta e serem o mais honestos possíveis com vocês próprios.

Aproveitem este momento para reflectir, para carregarem baterias e acima de tudo aproveitem o tempo com vocês próprios, usufruam da vossa companhia, da vossa família, dos vossos amigos. Eu vou fazer o mesmo…

Umas boas férias a todos… Até Setembro 🙂

Mafalda Vaz

om Om Shanti om

Spread the love
  • 3
    Shares