Bichos-da-seda, Calimeros desta vida!

Por vezes vivemos a uma velocidade tal que nos esquecemos de nós. Distorcemos prioridades, parecemos até, máquinas acopladas a um qualquer processo produtivo, despidos de pensamentos ou emoções. Deixamo-nos verdadeiramente cair num teia complexa e perigosa, da qual só sairemos se nos permitirmos parar e olharmo-nos! Geralmente transportamos toneladas de …