Gestao do Tempo Pessoal: TER NOÇÃO DO “TEMPO QUE DEMORA”

Conhece alguém que chega irremediavelmente sempre atrasado? Que no trabalho nunca entrega nada a horas ou, se entrega, é à custa de muito stress e horas extra?
Que – como uma amiga minha faz de forma recorrente – me convida para almoçar, mas que à hora marcada – por ela – está a chegar ao mesmo tempo que eu, ainda com as compras na mão?
Por acaso, é o seu caso?

A boa notícia é que apesar das peripécias e por vezes desconforto que provocam nos outros, estas pessoas não fazem por mal, elas realmente NÃO têm NOÇÃO DO TEMPO QUE DEMORA, porque simplesmente para elas, tudo na vida demora “cinco minutos”.
Se é o seu caso, está na hora de pegar na caneta e num papel, se não é, mas conhece alguém, está na hora de encaminhar este post. 😉

Se é o seu caso, e tudo para si na vida “são 5 minutos” e o que não demora 5 minutos, é pior ainda… “é um instante”, pegue numa caneta e num papel e escreva ao detalhe o tempo que demora a fazer cada coisa que faz no seu dia.
7.00h Acordar:
7.30h Sair de casa:
8.55h Chegar trabalho:
das 9.30h às 10h Tempo café/conversa colegas
das 11.30h às 12.15h Tempo café/conversa colegas
13.00h Saída almoço:
14.15h Regresso almoço:
18.20h Saída do trabalho:
19.30h Chegada ao Supermercado:
20.30h Chegada a casa:
21.30h Estar à mesa a jantar:
24.30h Ir para a cama (Dormir mesmo, não é ver televisão ou ficar no face).

Depois de pensar o seu dia, faça o mesmo para as tarefas mais comuns do seu trabalho: Quanto tempo levo a preparar uma reunião? A ler um relatório? A fazer o caixa? A responder aos emails numa segunda feira? A responder a emails nos outros dias?

O desafio: Leve consigo o papel com as horas e anote à frente o tempo REAL de cada coisa. Fará maravilhas quanto à sua noção de Tempo.

Bons apontamentos, boas surpresas e
Vivam a Cores!

Mariana Mendes

Spread the love
  • 26
    Shares