Mãos que mimam: Mesas que falam de carinho!

Sempre gostei de colocar um pouco de mim em tudo. Gosto de personalizar. Gosto de ser original e acima de tudo, gosto de mimar.

Faz parte de mim e não há como fugir! Se não se foge, entra-se e aproveita-se 🙂

Quando recebo pessoas em casa, gosto de lhes mostrar o meu carinho. Faço-o não só através dos alimentos que partilho, mas também na maneira como os apresento e muito especialmente na forma como decoro a mesa.

Cada jantar, cada almoço, em família, entre amigos, é sempre uma ocasião especial e por isso a mesa é preparada com amor e imaginação.

Nunca preparo duas mesas iguais. Em constantes jogos desafiantes, lá vou trocando copos, pratos, guardanapos, toalhas e assim vou encontrando novas combinações, pensadas especialmente para aquela ocasião, para aquelas pessoas.

Hoje vou partilhar com vocês as minhas primeiras bolsinhas para talheres e guardanapos. Espero que gostem. Mas acima de tudo que esta partilha sirva, quem sabe, como ponto de partida para acordar ideias adormecidas. Mesmo a sós, preparar uma mesa com amor faz-nos bem, muito bem.

Nunca fui nem está nos meus horizontes transformar-me numa fada da agulha, mas este trabalho é mesmo muito simples e até pessoas sem grande jeito como eu, se podem aventurar, sem medos!

 

 

 

 

 

 

Material

(para 1 bolsa)

Serapilheira 45cmX12cm

Contas e outros adereços em madeira

Fitas, rendas

Tesoura

Agulha

Fita métrica

Execução

Corta-se o retângulo de serapilheira de acordo com a medida pretendida.

À volta retiram-se 3 fiozinhos de serapilheira. Desta forma daremos o aspeto de pequenas franjas.

Para fazer a bolsa, dobra-se cerca de 18 cm de tecido e coze-se lateralmente com a ajuda de uma agulha grossa e usando os próprios fios que acabámos de retirar. Não se esqueçam de rematar as pontas dos fios, com pequenos nós que deverão ficar da parte de dentro.

Dobra-se o cantinho superior esquerdo e enfeita-se, com contas, ou borboletas em madeira.

Colam-se, ou cozem-se, fitas, rendas e tudo o que a vossa imaginação ditar. Claro que podem reciclar material que tenham em casa. Desta forma terão nova vida, nova oportunidade de brilhar.

Podem inclusivamente fazer bolsas que sejam versáteis, isto é, usando a mesma base, pode mudar a decoração adequando-a a cada ocasião.

Podem usar outros materiais, por exemplo restos de tecidos, flores naturais, imaginação, carinho, criatividade….

Eu disse que era simples!

E agora vejam o efeito:                                             

 

 

 

 

 

 

Paula Castanheira

Sê o primeiro dos teus amigos a partilhar esta página!
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •