Bolachinhas alternativas

Bolachas, bolachinhas há-as para todos os gostos, para todas as dietas, para todas as maleitas, para todos os carinhos.
Sempre associei as bolachas a momentos alegres de família e muita criatividade. Gosto de as fazer e depois oferecer, dentro de caixinhas, de saquinhos… Ou seja, não há como fugir delas, as bolachas! Hoje vou partilhar uma receita em que utilizei algumas farinhas alternativas e mais saudáveis do que as que habitualmente ainda usamos na nossa cozinha.

Farinha de espelta integral

Uma alternativa à habitual farinha de trigo e pode ser combinada com qualquer outra farinha, quer para a confeção de bolos ou de pão. Tem um índice glicémico médio, o que provoca uma sensação de saciedade mais prolongada. Níveis elevados de proteína e fibra.

Polvilho Doce

É um derivado da mandioca, não contém gordura, nem glúten, uma fécula, bastante versátil e muito popular na cozinha brasileira, principalmente por ser o componente principal dos pães de queijo.

Farinha de coco

É obtida a partir da secagem da polpa do coco. Muita rica em fibra, é aliada de quem quer perder peso, ou de quem é intolerante ao glúten. Acelera o metabolismo e aumenta igualmente a sensação de saciedade. Além das farinhas também usei uma alternativa ao açúcar, a rapadura.

Rapadura de açúcar

É feita a partir do caldo concentrado da cana do açúcar e é rica em potássio, ferro, magnésio e cálcio Ajuda a prevenir a osteoporose e as cãibras, quando consumida com moderação. Menos processada que o açúcar, é desde logo mais rica em nutrientes e mais saudável.

Ingredientes

  • Farinha de espelta integral ½ chávena
  • Polvilho doce ½ chávena
  • Farinha de coco ½ chávena
  • Bicarbonato de sódio 1 colher de chá
  • Manteiga (temperatura ambiente) ½ chávena
  • Rapadura de açúcar ¼ chávena
  • Ovo biológico 1
  • Papel vegetal
  • Pelicula aderente
  • Cortantes de massa, diversas formas
  • Rolo

Preparação

Misturar todos os ingredientes secos, acrescentar a manteiga e amassar à mão, juntar o ovo e continuar a amassar. Envolver a massa em pelicula aderente e levar ao congelador por 20 minutos. Ligar o forno a 180º. Esticar a massa entre duas folhas de papel vegetal, com o rolo. Cortar as bolachas com a ajuda dos cortantes e levar ao forno, em tabuleiro forrado com papel vegetal. A cozedura é rápida. As bolachas devem ficar douradinhas. Deixar arrefecer e estão prontas, para serem saboreadas. Podem ser servidas com um pouco de compota de fruta (daquelas sem açúcar adicionado é claro!) e um chá frio. Estas bolachinhas, embaladas com amor, podem ser um presente original, personalizado e saudável. Claro, que podem juntar à massa, raspa de limão, gengibre, canela ou o que a vossa imaginação e gosto pessoal, ditarem. Porque também somos o que comemos! Sejam felizes e sempre que possível, façam opções com carinho.

Paula Castanheira

Sê o primeiro dos teus amigos a partilhar esta página!
  • 21
  •  
  •  
  •