Viajar é Viver

Tu Mereces uma grande Aventura. Mereces uma viagem na Tua Companhia.

Quem vive é feliz – e por vezes triste. Quem vive, ri e – quem sabe – chora. Quem vive, viaja nos seus sonhos, no seu mundo, ou mundo fora.

E tu estás a Viver?

O desafio de hoje é quais os lugares da tua Vida, qual a Viagem da Tua Vida?
Não interessa se pequena, grande ou assim assim. Interessa sim se te marcou, se te fez viver.

A verdade é que tu mereces uma grande aventura. Já viveste a tua grande aventura? Constantemente adiamos essa aventura, essa aventura que nos leva em busca de nós mesmos. Arranjamos eternas desculpas para não a fazer, ou porque nos falta tempo, ou porque nos falta dinheiro, ou porque nos falta companhia, mas será tudo isso assim tão fundamental para seguirmos viagem?

Hum,… talvez não. O que talvez aconteça é o receio de descobrirmos que afinal mais 5 euros não fariam a diferença pois com os 5 que já tinha na mão poderia descobrir como eles me chegavam, poderia descobrir que a melhor companhia serias tu próprio.
É realmente desafiante, quando nos propomos a fazer essa viagem, porque na verdade seja qual for o caminho torna-se a viagem a grande aventura em busca de nós e do mundo.

Não interessa se  [a Viagem da Tua Vida é] pequena, grande ou assim assim. Interessa sim se te marcou, se te fez viver.

Recordo-me com emoçao da 1ª viagem que fiz sozinha, consciente de que o desejava e o queria fazer. Lembro-me que decidi aceitar que aquele era o meu momento e que, não fazendo não sairia do lugar. Assim decidi convidar-me a mim própria a sair da minha zona de conforto. Foi uma curta viagem de pouco mais de 100 km para passar uns dias na casa de praia de uma Amiga.

Recordo-me como se fosse hoje. Sol quente, a bagagem no meu pequeno e velho carro, janela aberta sentindo o vento e a musica tocava. E recordo-me, a meio caminho, passando por entre serras e vales junto a Sobral de Monte Agraço, de ter pensado quanto era bom ser livre. Que deliciosa era Minha Companhia! Que afinal, o medo de estar só era apenas o medo do medo sem fundamento e que, quando o abracei, tudo se desvaneceu e se tornou um mundo de possibilidades.

Assim o melhor que te posso dizer é desafia-te. Desafia-te a fazer a viagem da tua vida, nem tudo para ser grandioso nem de ser como tantos idealizam – avião, passar o atlântico – pode ser, e tão somente, desafiares-te a teres o prazer de viajar contigo.

Spread the love