Yoga e os Doshas – Kapha

Na continuação dos textos anteriores “Yoga e os Doshas – Vata” e “Yoga e os Doshas – Pitta”, esta semana vamos viajar pelo dosha Kapha.

Kapha significa “aquilo que mantém a união”. Este dosha é constituído por água e terra, tornando a sua constituição densa, sólida e consistente, dando estabilidade ao corpo e à mente.

Como já referi nos textos anteriores, nenhum dosha se pode dissociar dos outros. Kapha depende de Vata pelo seu estímulo e movimento e depende de Pita pelo seu calor… a água que está fria ou que não se move não consegue suster a vida.

As principais características de KAPHA são:

  •  ao nível físico – concebe todas as estruturas desde a célula aos ossos; o corpo é pesado, podendo ser muito altos ou baixos, mas com os membros curtos; gostam muito de calor e pouco de frio; o apetite é consistente e contínuo, sendo que muito facilmente ganham peso e têm muita dificuldade em perder; a pele é fria, clara e oleosa e bronzeia-se com facilidade; o cabelo é oleoso, grosso, ondulado; a evacuação é lenta, regular e quantidade moderada; a transpiração é moderada; grande resistência física; sono pesado e prolongado; sonhos românticos, com natureza
  • ao nível mental – quando a mente está em equilíbrio (sattwa), os Kapha criam calma, paz, amor, compaixão, fé, nutrição e perdão (mas nunca esquecem) e são bons ouvintes; quando a mente está muito agitada, os Kapha têm tendência para a ganância, bens materiais, luxos, confortos, controladores, muito apegados às coisas; quando a mente está estagnada, inerte, os Kapha têm tendência para a obscuridade de pensamento, preguiça, letargia, depressão, falta de cuidados pessoais
  • ao nível emocional – quando em equilíbrio, os Kapha exprimem amor, calma emocional, perdão, resistência física e mental; aprendem lentamente e esquecem lentamente; ao nível da espiritualidade são muito conservadores

O local mais sensível e frágil de Kapha é o estômago. No estômago existe o muco que reveste e protege as paredes do estômago contra os sucos digestivos. Quando os Kapha estão em desequilíbrio sentem necessidade de comer mais quantidades de alimentos, mas como a sua digestão é lenta, agrava o excesso de muco no estômago, muitas vezes sentindo sensação de enfartamento.

Ao nível da alimentação os sabores que agravam mais este dosha são doce, salgado e ácido, porque são os mais húmidos e como uma das características de Kapha é a humidade e a oleosidade, agravam este dosha. Os sabores que ajudam a pacificar Kapha são picante, amargo e adstringente porque são os mais secos.

Dada a característica de Kapha de constituição densa e sólida, o óleo que deve ser usado nas massagens deve ser óleo de mostarda e girassol.

Entendendo as características deste dosha as palavras chave para a prática de yoga de um Kapha são: estimulante, movimento, quente, leve, energética, libertação. Em baixo deixo-vos uma sequência de pranayamas e asanas que vão ajudar no equilíbrio deste dosha:

  • Pranayama – as técnicas de pranayama (técnicas de respiração de expansão do prana, energia vital), devem ser rápidas e quentes
    • Surya bedhana – esta técnica é chamada de respiração pela narina direita ou respiração do sol, pois ajuda a equilibrar a energia masculina, ajudando trazer mais energia para a mente e o corpo. Para se fazer este pranayama tapa-se a narina esquerda e inspira-se pela direita, fazendo pelo menos entre 15 a 20 vezes
    • Bhastrika –   também conhecida como a respiração do fole, é um excelente pranayama para aumentar a energia e para aumentar o calor. Neste pranayama a inspiração e a expiração são feitas com rapidez e força pelo nariz. Na inspiração rápida expande-se o abdómen para fora e na expiração, ao libertar todo o ar contrai-se o abdómen. Como existe uma hiperventilação, pode haver tonturas e quando assim for, parar e respirar naturalmente. Para começar fazer entre 10 a 30 vezes
  • Asanas – as posturas devem ser feitas de uma forma vigorosa, com foco no alinhamento, com períodos de curto descanso entre cada postura
    • Saudação ao sol – feita de uma forme vigorosa (para te recordares da saudação ao sol, espreita o texto “Saudação ao Sol”)
    • Talasana – postura da palmeira
    • Virabhadrasana I – postura do guerreiro
    • Virabhadrasana II – postura do guerreiro
    • Virabhadrasana III – postura do guerreiro
    • Adho Muhka Svanasana – postura do cão a olhar para baixo
    • Bhujangasana – postura da cobra
    • Pachimontanasana – postura da pinça
    • Viparitakarani – postura do lago invertido
    • Matsyasana – postura do peixe

  • Meditação – os Kapha tendem à letargia e sonolência quando em desequilíbrio, pelo que a melhor meditação para Kapha são as caminhadas meditativas, onde se permite contemplar o momento presente, o aqui e o agora

Identificam-se com algumas das características do dosha Kapha? Este texto fecha o ciclo dos doshas e o Yoga.  Experimentem fazer as práticas de cada um dos doshas e tomem consciência como se sentem antes e depois da prática e partilhem connosco.

Boas práticas.

Mafalda Vaz

om Om Shanti om

Sê o primeiro dos teus amigos a partilhar esta página!
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •